terça-feira, 16 de dezembro de 2014

verdejou

acompanha a tradicional feijoada, rende incrível farofa, nos aquece com o caldo verde no inverno, sim a couve manteiga será nossa protagonista hoje.
não trata-se de uma receita, só um sair da mesmice da salada de alface americana. temos muitas folhas que rendem maravilhosas saladas, a couve é uma delas.


pica-se finamente a couve, espreme 2 limões caipiras, na falta deste opte pelo tahiti, gomos de laranja, fatias de tomate, uma pitada de sal e aqui temos nossa salada de couve.

domingo, 14 de dezembro de 2014

menos "gourmetização" por favor!

esse é um blog que sempre teve como objetivo dividir experiências.
muito tempo se passou desde seu início, entre pausas e postagens já passaram-se 7 anos. em seu início eu era uma estudante de Gastronomia, iludida com promessas de uma profissão glamourosa talvez... eu vi um movimento de food bloggers, vivenciei a enxurrada de "críticos gastronômicos" surgindo no Instagram, vi o Brasil mudar seus olhos para a comida. Nunca fechei a página, sempre quis continuar a escrever.
Hoje com novos pensamentos sobre a comida e depois de um monte de balde de gelo na cabeça não desisti nem da minha profissão, nem de continuar a presentear com alimento, nem de acreditar que podemos sim fazer com que voltemos a olhar para a alimentação com o carinho e atenção que merece.
Comida é cultura, é forma de amar, é conhecimento popular e é diversão.
então menos "gourmetização" por favor!


sexta-feira, 23 de novembro de 2012

de volta a infância



quando uma criança vai a um parque de diversões chega em casa contando tudo, nos mínimos detalhes, certo? pois foi exatamente assim que cheguei ao restaurante onde trabalho na noite de ontem. Como uma matraca contando e recontado todos os detalhes da experência que havia vivido, na visita à fábrica da Bauducco. Estava completamente EXTASIADA...

ao receber o convite para visitação, fiquei empolgada mas não parecia que iria surpreender-me. grandíssimo engano. Chegada a linda cidade de Extrema, em Minas, me deparo com uma fábrica imensa, até ai, vocês dirão: Ok, Laila, mas qual o diferencial.
Como a propaganda mesmo define-os, a família Bauducco cuida de cada panetonne com tamanho carinho que chega a emocionar, e não é exagero, tão pouco depoimento de uma mulher com os hormônios alterados. Todo o processo inicia-se com o fermento, ah sim, ele está numa sala chamada de berçário, onde encontram-se vários bebezinhos, como são carinhosamente chamados(podem visualizar na imagem 2).

A fermentação é natural, e o processo todo de fabricação dura entre 56-58 horas, pois é todo esse amor dentro das caixinhas amarelas que tanto ilustraram nossas memórias.

Agora podem imaginar minha cara de espanto a cada novo processo, a cada máquina gigante encontrada no caminho, ou com o sorriso do Leandro, responsável pelos panetonnes, que correu a fábrica toda com um panetonne recem saído do forno, para que comprovássemos como era distinta aquela experiência. 

Realmente impagável, algo a qual devo agradecer, sinceramente. Vale ressaltar que esse não é um publi pago, mas gostaría de compartilhar com todos o que vi( infelizmente fotos não eram permitidas).

Fiquei impressionada com a Bauducco, que é nossa referência nessa época do ano. Afinal todo mundo só se dá conta que o ano está terminando quando as caixinhas amarelas invadem os supermercados. E com tanto carinho, a empresa oferece a um dos leitores do Comidinhas do Bem um kit com dois deliciosos produtos, o Chocotonne Maxi e o Chocotonne Mousse. Para o sorteio você só terá que deixar um comentario com seu nome, email e um sabor que você faria de panetonne. humm posso já começar a listar um montao...rs












o sorteiro ocorrerá no dia 5 de dezembro e a empresa se responsabilizará pela entrega do kit na sua casa, e agora, tá esperando oq para comentar?


crédito das imagens
1- própria da Bauducco
2- retirada do site do Rosembaun

terça-feira, 13 de novembro de 2012

colorindo uma tarde cinza

tarde cinza, perfume de chuva, aconchego da casa dos pais, irmaos e amigos... qual a receita certa...
aventurar-se num bolinho, com gosto de casa de vó!

Bolo de coco queimado, nozes e buttertoffee

caramelo
100 grs de nozes
100 grs de açucar
100 ml de água

quebrar as nozes.
caramelizar o açúcar, assim que ele começar a dourar junte a água,Continue cozinahndo em fogo baixo, espere o caramelo ficar uniforme, sem grumos e então adicione as nozes piacadas. Mexa por 2 minutos, despeje sobre uma forma de silicone, ou uma forma untada. Deixe esfriar seu caramelo e quebre-o em pedacinhos. Reserve.

Bolo
3 ovos separados
50 grs de coco fresco(usei o fresco pq o tinha, mas é mais fácil usar o seco)
100 ml de leite de coco
1 xíc de chá de açúcar
100 grs de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
2,5 xic de cha de farinha de trigo
1 colh de sopa de fermento em pó
1 pitada de sal

pré aqueça o forno a 180 graus e unte uma forma redonda de aprox 24 cm de diametro.
coloque o coco numa frigideira, em fogo baixo, vá mexendo até ele ficar tostadinho.
Bata as claras em neve e reserve.
Bata as gemas, com o açúcar, assim que obter um creme fofinho e esbranquiçado, adicione a manteiga,e o sal. Incopore o leite de coco, o coco tostado e frio e bata mais um pouco. Acrescente a farinha, pouco a pouco, mexendo suavemente, junte os pedacinhos de caramelo de nozes, por fim, some o fermeto em pó e as claras em neve. Despeje a massa na forma e leve ao forno por aprox. 30 minutos ou até que o teste do palitinho aprove o bolo.

buttertoffee
1 xíc de chá açucar
0,5 xic de chá água
2 colh de sopa de manteiga
0,5xic de chá creme de leite

caramelize o açúcar, adicione a água, espere os grumos se desfazerem, adicione a manteiga e pro ultimo o creme. Despeje sobre o bolo.
adicione confeitos coloridos pra colorir nosso dia!!

desfrutem!

terça-feira, 6 de março de 2012

pintando de azul...


estou numa nova jornada, isso significa muito, mas muito trabalho. pouco tempo para a cozinha casual e menos ainda para registrar aqui o que anda acontecendo em minha cozinha. mas numa tarde de domingo consegui fazer esse mimo para todos.

a receita é da querida Valentina, musa inspiradora de muitos blogueiros(comanda o Trem Bom com maestria), e como todas as outras que eu já fiz, me surpreendeu! o bolo é super fofinho e macio, as frutinhas contrabalanceiam o açúcar, e faz com que o bolo seja inesquecível.

fácil, rápido, sem truques e delicioso... está esperando o que pra correr pra cozinha? 

Bolo de Blueberry com Calda de Baunilha


2 xic de farinha de trigo
1 colh de sopa de fermento em po
1 colh de chá de sal
2/3 xic de óleo de canola
1 xic de açúcar
1 xíc de leite
1 colh de extrato de baunilha
1 1/2 xic de blueberries(se forem frescos, passe-os pela farinha de trigo)

calda de baunilha
1 xíc de açúcar de baunilha
1/2 xíc de água
1/2 fava de baunilha
Pre aqueça o forno a 180 graus, e unte uma forma com buraco central com 24 cm de diametro.
peneire a farinha de trigo, o fermento e o sal. reserve.
bata bem os ovos, o óleo e o açúcar até ficar bem cremoso. adicione alternadamente  o leite, a baunilha e os secos. Quando a massa estiver bem lisinha e uniforme adicione as blueberries
coloque a masas na assadeira e deixe por aproximadamente 1 hora no forno, faça o teste do palito. Deixe esfriar e depois desenforme.
enquanto o bolo esfria, coloque os ingredientes da calda para ferver. assim que a calda estiver grossinha, desligue o fogo e despeje a calda sobre o bolo.


fiz minúsculas alterações na receita da Valentina, vale a pena conferir o blog todinho dela!
passem por lá e vejam as delicias!
espero que curtam esse bolo! beijos

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

uma sexta um tanto diferente!

sexta é dia de muita agitação, encontro com amigos, uma bebida pra relaxar, afinal a semana está chegando ao fim, mas normalmente tudo isso rola no final do dia formando a famosa equação: amigos+agito+tragos=festa!
mas hoje a sexta, apesar de manter os três pilares, inverteu as ordens... sim muita agitação até a tarde, trabalho não faltou! sim encontro com amigos, de maneira inusitada pelas ruas paulistanas e por fim o meu momento de relaxamento... Santo vinho, que dessa vez me motivou a mexer as panelas e preparar uma deliciosa pasta a la putanesca!
final perfeito para a semana! afinal tão delicioso é passar uma noite de chuva com música boa, comida rica e delicioso vinho... confesso que agradou a mudança!

A la Putanesca

1 fio de azeite de oliva
1 dente de alho picado
1 colh de sopa de cebola picada
1 tomate picado
100 grs de molho de tomate
1,5 filé de aliche
3 azeitonas pretas
1 colh de café de alcaparras
folhas de manjericão
pimenta calabresa
80 grs de pasta seca(optei por um penne)

coloque uma panela com água para ferver, enquanto isso, faremos o molho.
coloque numa panela o azeite para aquecer. Doure o alho e em seguida coloque a cebola picadinha e um pouquinho de pimenta. Refogue bem e adicione os tomates em cubos, na sequencia incorpore o molho de tomate e o aliche. Deixe reduzindo.
Provavelmente sua água já estará fervendo a essa hora, então salgue a água e coloque a massa a cozer. Cozinhe segundo as instruções do fabricante.
Junte ao molho, as azeitonas picadas e por último as folhas de manjericão. Hora de servir, emprate a massa e despeje o molho. se preferir espalhe queijo ralado e hora de se deliciar!!